Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

a Parteira explica

Este blog pretende facultar informação credível e científica sobre planeamento familiar e pré-concepcional, gravidez, preparação para o parto, cuidados ao RN, saúde infantil e amamentação

Este blog pretende facultar informação credível e científica sobre planeamento familiar e pré-concepcional, gravidez, preparação para o parto, cuidados ao RN, saúde infantil e amamentação

a Parteira explica

21
Ago18

Está a pensar engravidar? Faça a consulta pré-concepcional...

aparteiraexplica

 

Quais-são-os-principais-medos-durante-a-gravidez.

 

     

      A maternidade é um processo natural, instintivo, inato, determinante para a identidade sexual e realização pessoal e familiar de algumas mulheres. Se o desejo de ter um filho despoletou em si, deve adoptar alguns cuidados e acções determinantes para o crescimento e desenvolvimento saudáveis do novo ser. Deixo alguns conselhos a quem deseja engravidar:

 

  • Fazer consulta pré-concepcional no ginecologista/obstetra e/ou no médico de família e, se possível com uma enfermeira especialista em saúde materna e obstétrica, de modo a ter uma orientação e vigilância adequadas. A consulta pré-concepcional é a melhor altura para informar e aconselhar sobre os hábitos que poderão influenciar a gravidez(alimentares, tabágicos, alcoólicos, consumo de drogas, medicamentos e outros) e para fazer um aconselhamento geral sobre dieta, exercício físico e actividade profissional. O objectivo primordial é assegurar que a gravidez culmine no nascimento de um bebé saudável sem danos para a saúde materna.

 

  • Avaliação laboratorial – análises ao sangue e à urina.

 

  • Rastreio do cancro do colo do útero – deve actualizar este rastreio, se o anterior foi efectuado há mais de 3 anos, após 2 exames anuais negativos;

 

  • Iniciar a suplementação de ácido fólico: O ácido fólico deve iniciar-se pelo menos dois meses antes da data de interrupção do método contraceptivo (400 μg/dia) e durante as 12 primeiras semanas de gestação, permite prevenir malformações congénitas - defeitos do tubo neural, tais como espinha bífida, anencefalia e meningocelo. As grávidas com filho anterior com defeito do tubo neural ou com história familiar desta situação, devem realizar diariamente uma dose superior (5mg/dia).

 

  • Iniciar suplementação de iodo: impõe-se uma adequada ingestão de iodo - tanto através da inclusão de alimentos que são fontes de iodo, como através da suplementação - necessária para completar as necessidades da grávida, para a maturação do sistema nervoso central do feto e para o seu adequado desenvolvimento. De acordo com a orientação da DGS – Aporte de iodo em mulheres na preconcepção, gravidez e amamentação, “as mulheres em preconcepção, grávidas ou a amamentar devem receber um suplemento diário de iodo sob a forma de iodeto de potássio – 150 a 200 μg/dia, desde o período pré-concepcional, durante toda a gravidez e enquanto durar o aleitamento materno exclusivo (..)”. Nas mulheres com patologia da tiróide está contra-indicada esta suplementação.

  

  • Rastreio e tratamento da cárie dentária

 

  • Aconselhamento nutricional: Ter uma alimentação saudável (IMC 19,8-26) (IMC= Peso/Alt²) – ver tópico sobre Alimentação e Nutrição na Gravidez no blog

 

  • Aconselhamento sobre prevenção da toxoplasmosever tópico toxoplasmose e gravidez no blog

 

  • Ter hábitos e estilos de vida saudáveisabolir o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas e drogas ilícitas, e evitar a ingestão de cafeína acima de 200 mg/dia), (...).

 

  • Controlar o stress e a ansiedade: A ansiedade e o stress dificultam o processo natural, pelo que trabalhar a parte psicológica e o equilíbrio emocional é essencial para que a gravidez aconteça (yoga, meditação, terapias psicológicas, terapias corporais relaxantes…).

  

  • Ter relações sexuais na altura ideal do ciclo menstrual: ter relações sexuais no período correto aumenta muito as hipóteses de engravidar. O ideal é ter relações aproximadamente 3 dias antes e 3 dias depois da ovulação, que ocorre 14 dias antes da próxima menstruação, por isso importa conhecer os seus ciclos menstruais. Por exemplo: se o seu ciclo menstrual é de 30 dias, a ovulação ocorrerá por volta do 16º dia (30 – 14 = 16), e as relações sexuais devem ocorrer com maior periodicidade do 13 ao 19º dia do ciclo menstrual.

 

  • Ter uma relação estável, sólida e feliz: uma boa relação é fundamental, tanto para que ocorra a concepção como para viverem e ultrapassarem juntos as alegrias e os desafios constantes da m/paternidade.

 

 

 

                                                                             a Parteira explica

02
Ago18

Aleitamento Materno

aparteiraexplica

Pequeno contributo para assinalar a Semana Mundial do Aleitamento Materno... o melhor e mais natural alimento para o seu bebé....por uma questão de SAÚDE, dar aos bebés aquilo a que simplesmente têm direito....LEITE MATERNO

 

amamentação.jpeg

 

Benefícios para o Bebé:

  • Tem os nutrientes perfeitos;
  • É de fácil digestão, diminui a probabilidade de náuseas e vómitos;
  • Promove o desenvolvimento mandibular através da sucção;
  • Favorece a fala e o nascimento dos dentes;
  • Contém imunoglobulinas que protegem contra muitas infeções;
  • Menor incidência de otites, infeções respiratórias, vómitos, diarreia, diabetes juvenil, alergias, obesidade, problemas dentários e hipertensão adulta;
  • Melhor crescimento e desenvolvimento psicomotor, emocional e social.

 

Benefícios para a Mãe:

  • Diminui o risco de hemorragia e promove a recuperação no pós-parto;
  • Baixa incidência de Depressão pós-parto;
  • Estimula o vínculo afetivo entre a mãe e o bebé;
  • Ajuda a retardar uma nova gravidez, embora não a evite;
  • Reduz o risco de Cancro da Mama e Ovário;
  • Diminui a probabilidade de ter Osteoporose;
  • É mais económico e prático, pois está sempre disponível e na temperatura ideal (poupa cerca de 100€/mês).

 

Recomendações da Organização Mundial da Saúde sobre a Amamentação

- Aleitamento materno na primeira meia hora após o parto;

- Aleitamento materno exclusivo até aos 6 meses de idade, pois o bebé não precisa de nenhum outro alimento;

- A partir dos 6 meses de idade todas as crianças devem receber alimentos complementares e manter o aleitamento materno, pelo menos, até completarem os 2 anos de idade.   

- Não dar tetinas ou chupetas a crianças amamentadas.

 

 Horário e Frequência das mamadas

 

  • Tem horário livre (sempre que o bebé quiser);
  • Devem mamar 8 a 12 vezes em 24horas no primeiro mês de vida;
  • As mamadas nocturnas têm muita importância na produção do leite;
  • Quando ocorrer a descida do leite, deve aumentar a frequência das mamadas para prevenir o ingurgitamento mamário.

  

Picos de Crescimento

 

Alguns bebés têm necessidades aumentadas entre a 3ª/4ª semana, 3º mês e 6º mês de vida que se resolvem naturalmente ao fim de alguns dias, sendo importante dar de mamar sempre que o bebé pede.

 

Evolução da Secreção do Leite

- O colostro é o primeiro líquido a ser produzido pela mama;

- É amarelo e espesso, está adaptado às necessidades do recém-nascido e é ideal para o seu metabolismo;

- Proporciona nutrição concentrada e anticorpos, que vão dar defesas imunitárias ao bebé;

- No início, as mamadas tendem a ser mais frequentes;

O colostro é facilmente digerido, é natural que o bebé queira mamar mais vezes;

- O colostro muda gradualmente, para leite, entre 2 a 5 dias após o parto, antes disso as mamas estão moles ao toque, ficando posteriormente cheias e mais duras. A isto dá-se o nome de descida do leite;

- Após o aparecimento do leite maduro, as mamadas passam a ser mais espaçadas.

  

 

 Tamanho-do-estomago-do-bebe-e1460661680853-300x177

Os 10 pontos essenciais nas mamadas:

 

BOA PEGA.jpg

1- A mãe e o bebé devem estar numa posição confortável;

2-  O bebé deve estar bem acordado. Desperte-o com estímulos vigorosos na face, no pé e falando com ele, de forma a que faça uma mamada o mais longa possível sem adormecer;

3- O bebé deve estar completamente virado para a mãe e com o seu corpo alinhado, entre a orelha, o ombro e a anca;

4- Deve segurar o bebé por trás dos ombros e com a cabeça apoiada., e mantenha o nariz do bebé destapado; Segure a sua mama em “C”;

5- A boca do bebé deve estar bem aberta e o seu queixo  deve estar encostado à mama e o lábio inferior virado para fora, sugando o mamilo e grande parte da aréola. Pode ouvir a criança a engolir lenta e profundamente, tendo as bochechas cheias;

6- É aconselhada a utilização de ambas as mamas em cada mamada, no entanto, o bebé deve esvaziar completamente uma mama antes de lhe oferecer a outra. A mamada seguinte é iniciada pela última mama da mamada anterior;

7–  Para prevenir o ingurgitamento mamário, pode ter necessidade de esvaziar as mamas manualmente após as mamadas, pois inicialmente o bebé pode não as conseguir esvaziar completamente;

8- Quando saciado o bebé deverá parar de sugar, com ar satisfeito. Para o retirar da mama coloque o seu dedo indicador entre a aréola e os lábios do bebé, evitando traumatismos no mamilo, que pode e deve hidratar com cremes à base de lanolina (p.ex: Purelan);

9– Deve pôr o bebé a  eructar (arrotar), antes de o colocar na outra mama e no final da mamada, virando-o para si sobre o seu ombro;

10- Após amamentar e o bebé eructar, coloque-o no berço em decúbito dorsal e com a cabeça lateralizada. O bebé pode não eructar., no entanto deve aguardar sempre cerca de 10 minutos com o bebé numa posição erecta antes de o colocar  no berço.

 

 

Contactos Úteis:

- SOS Amamentação - Conselheiras em Aleitamento Materno, voluntárias disponíveis 24h/dia

- Manual de Aleitamento Materno da UNICEF, disponível em https://unicef.pt/media/1584/6-manual-do-aleitamento-materno.pdf

 

Levy, L., & Bértolo, H. (2012). Manual de aleitamento materno. Lisboa: comité português para a unicef.  Comissão Nacional Iniciativa Hospitais Amigos dos Bebés

 

 

 

                                                                               a Parteira explica

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub